Tempo, tempo, tempo

Os dias estão custando a passar...

As vezes me pergunto porque não estou fazendo coisas para ocupar meu tempo, daí vem aquela resposta chata que eu tento, tento, tento eliminar da minha vida, mas não tem jeito, a danada não vai embora.

- Não vou fazer isso porque não tenho isso.
- Preciso daquilo pra poder fazer isso.

É sempre assim! Se meu eu interior soubesse o quanto detesto essas frases ou suas semelhantes jamais ousaria a me mandar uma dessas.

E como tudo na vida a gente acaba vivendo com coisas que não gosta por puro comodismo, aqui estou eu dessa forma. Mais uma segunda-feira desse jeito. Pelo menos hoje eu tenho mais uma desculpa: estou doente.

Bom, é isso. Espero trazer boas novidades nos próximos dias, porque apesar de estar tudo indo bem, os dias estão custando a passar.


Janaina de Oliveira

Acordar



É estranho acordar com medo do que vai acontecer. É estranho acordar com saudade, querer estar em outro lugar ou não ter vontade de ver o dia passar. É estranho estar sozinha.

Porém as vezes o dia traz boas surpresas e é sempre importante estar de olhos abertos para não deixar as boas oportunidades passar.

Ontem desempacotei todas as minhas coisas e pus tudo no seu devido lugar. Ontem retornei minha rotina da noite acrescentando pequenas melhorias nela.

Hoje voltei a correr de manhã, acordei cedo e estou pensando em planejar toda a minha semana em cima dos meus horários. É claro que eu vou deixar uma pequena flexibilidade em alguns momentos para o que de bom acontecer.

Dependendo da perspectiva que se olhe, que se vive, talvez as coisas não mudem tanto, talvez não doa tanto, talvez as coisas melhorem.

É bom amar a rotina... às vezes.

Janaina de Oliveira

Passagem dos dias




Quando me falavam que os primeiros meses eram difíceis, eu acreditei.

Quando me diziam que eu sentiria falta das pessoas, das minhas roupas, da minha casa, e também acreditei.
Quando me falaram que um ano fora de casa passa muito rápido, eu acreditei.

Às vezes eu sinto que acreditei demais no que me diziam.

Os meus dias não estão fáceis, mas estão melhores do que imaginei, eu sinto falta das pessoas, principalmente dos meus pais, mas não tanto quanto eu imaginei. Eu sinto falta das minhas coisas, mas posso ter novas coisas aqui, eu sinto falta da minha casa, mas eu tenho uma boa casa aqui.

E o tempo... esse não passa.

Um ano hoje parece uma eternidade. Porém eu sei que daqui a mais alguns meses eu vou sentir que não tenho mais tempo pra nada. É a vida que segue seu rumo.

Janaina de Oliveira

Come back

Minha nova vista da janela


Então, depois de anos luz sem vi aqui, estou de volta.

Já estou instalada em minha nova residência. A casa é ótima, não muito grande, confortável, temos uma piscina e um jacuzzi no quintal, muito bom. Já senti muito sentimentos esquisitos aqui, já senti saudade, já senti vontade de chorar, mas ainda não chorei.

Conheci algumas meninas no treinamento, conheci outras na cidade onde moro agora, minha host Family tem sido muito bacana comigo e o meu trabalho vai indo bem apesar da difícil fase de adaptação.
Eu acho que as coisas estão andando muito bem. 

Acho que é isso, honestamente não tenho tio muita vontade de escrever nos últimos dias, mas vamos ver como as coisas acontecem.

Janaina de Oliveira

Então você chegou



E julho chegou! E o coração apertou.

Nunca tinha pensado por esse ângulo, mas seja lá o que acontecer na minha vida, esse mês vai estar marcado pra sempre. E as lembranças do que irá acontecer nele eu carregarei comigo até o dia da minha morte.

Daqui a oito dias estarei embarcando, pela primeira vez, para outro país. Daqui a 8 dias estarei deixando minha casa, minhas coisas, meus amigos, minha família e meus cachorros para me aventurar por um ano vivendo e trabalhando em um lugar no qual eu nunca pisei.

É loucura? É sim. De longe a maior loucura que eu já fiz em toda a minha vida. 

Como me sinto? Agora eu não sei bem, parte de mim tem medo de nada dar certo, de ter que voltar de cabeça baixa dizendo que isso não era nada daquilo que eu imaginava. Outra parte se sente extremamente orgulhosa por ter conseguido dar um passo tão grande sozinha, por estar diante da realização de um sonho com meu próprio esforço, com minha própria capacidade. Uma parte de mim está extasiada e ansiosa pelos novos sentimentos e sensações que estão por vir. Uma parte de mim está extremamente feliz por tudo o que essa experiência já me causou, por tudo que eu já aprendi.

Julho chegou e me trouxe todas as vontades de coisas boas e a renovação na minha fé em que quando você quer algo o universo de alguma forma conspira a seu favor. Se você está aqui e me trouxer o que você promete, então eu tinha que estar aqui e viver o que virá pela frente. 

Força, coragem, fé, amor e gratidão. Todo grande passo é um grande risco e eu estou pronta para enfrenta-lo. 

Janaina de Oliveira