Monólogo

-->
- Oi.
- ... – seguido de uma olhada dos pés a cabeça e – rum.
- Meu nome é João, e o seu não importa, mas o seu cadarço está desamarrado.
Uma olhada pra baixo, e um beijo na face que o deixa corado.
- Um rosto vermelho dói mais que um beijo.
Sorri sozinho cabisbaixo.
- Quem é você? Ele pergunta.
- Você.
Janaina de Oliveira