Diário de viagem – Nashville, TN

Preciso escrever aqui?
Nashville é uma cidade incrível, não tem como não ficar de boca aberta e cara de bobo quando você chega lá. É uma das cidades musicais dos Estados Unidos e você respira música em todos os lugares.

Cerveja produzida no Tenesse
Já no dia que chegamos tratamos de aproveitar a downtown da cidade e tivemos uma maravilhosa noite regada a country music e cerveja bem gelada. As ruas estavam lotadas de jovens circulando nas ruas. É incrível a variedade de bares e restaurantes abertos durante toda a noite e a facilidade com que você pode simplesmente pular de um pro outro.

Brodway, Nashville
A cada esquina um Elvis Presley fazia pose pra foto com turistas. A cidade é conhecida por ser berço de muitos artistas famosos e tem sido nova opção de moradia para diversos novos artistas. A região também é conhecida como a terra do Jack Daniels.

A vontade de voltar permanece
No dia seguinte andamos pela cidade em buscas de lembrancinhas. Gostaríamos de ter visitado o museu do Jonny Cash e a refinaria do Jack Daniels, mas de última hora tivemos que mudar os planos e voltar pra casa mais cedo e o que era pra ser uma viagem curta, se tornou curtíssima. Porém ficaram os bons momentos e as fotos de uma viagem louca de ultima hora.


Quem sabe ainda não rola uma volta até lá, eu iria adorar!

Janaina de Oliveira

Diário de Viagem – Lousville, KY

Lousville, a cidade do Jóquei

No finalzinho do ano descobri que teria alguns dias livres antes do ano novo e como não me programei pra nada (leia-se estava quebrada/pobre/sem grana), me veio a ideia de usar o carro para fazer uma round trip “por aqui” pelas redondezas.

A ideia inicial era encontrar umas quatro meninas para dividir o gás, mas no fim acabamos viajando somente eu e uma outra menina, a Ju. Nisso seguimos caminho para o nosso primeiro destino, a rústica cidade de Lousville.

Natural Bridge

Levamos um dia inteiro de viagem para chegar lá, porém no caminho paramos para conferir uma das belezas naturais da Virgínia, a Natural Bridge, um parque onde é possível conferir uma gigante ponte natural, típico presente da natureza. Não ficamos muito tempo no parque pois estava muito frio e grande parte do caminho estava coberto por gelo.

No meio do caminho, a West Virgínia 

De lá fizemos algumas paradas para comer já no estado de West Virgínia e a noite finalmente chegamos no nosso primeiro destino, Lousville.  Na nossa primeira e única noite seguimos para conhecer a downtown da cidade.

As magias de Lousville

Muito bar, música e dança country foi o que encontramos por lá. Rapazes animados, cerveja barata e um sotaque delicioso. O policiamento nas ruas também não me passou despercebido, polícia em todo local. Essa foram as primeiras impressões da cidade.

Os antigos barcos a vapor que atravessam o Rio Ohio

No segundo dia, saímos para explorar a cidade a luz do dia. A ideia era começar o dia fazendo um passeio de barco pelo rio Ohio, mas veja que maravilha, eles não fazem passeio no inverno. Ô inverno que eu amo #sóquenão.

Lousville Slugger Museum
Acabamos andando pela cidade e visitando o Slugger Museum (que também é fábrica) de tacos de baseball. O tour foi incrível, conhecer a história desse esporte que é tão famoso nos EUA, foi uma parte muito bacana da viagem.

Minha companheira de viagem

A viagem foi curtinha e nesse mesmo dia acabamos pegando a estrada de novo, dessa vez com destino a chamada capital do country music, Nashville, no Tenesse.

Janaina de Oliveira


Isso aqui é sobre sentimento



O que eu vim escrever hoje é sobre viver uma história de amor, dessas mesmo que se contam nos livros, que você assiste nos filmes de Holliwood e acha que tudo acaba quando a tela preta cheia de letrinhas aparece. Uma história daquelas que é cantada nos clipes super pops de Jason Mraz.

Do nada, um dia na vida, você resolve viajar sozinha. Arruma as coisas, compra as passagens voando e paga o hostel antes que o impulso passe e você desista.

Durante a experiência de viajar sozinha você se descobre e descobre um mundo novo, descobre que precisa se virar by yourself e que todas as experiências são só suas. Daí você conhece um grupo de pessoas viajando e uma delas, em especial, acaba mexendo com você. Sim, vocês trocam telefone na despedida e onde a viagem termina tudo começa.

São curtos textos enviados dia e noite de um lado do país para outro, de uma ponta do mundo pra outra. A linda tecnologia ajudando os corações distantes a estarem mais próximos. Depois de poucos dias, a promessa do reencontro fica firme e vira realidade.

Caramba! Mas que aposta alta você fez! E que prêmio você ganhou, esse sentimento estranho que cresce a cada dia. Um sentimento que ultrapassa fronteira e talvez até o tempo, talvez.


E quando a saudade aperta muito, as ideias loucas vêm à tona. Mais um tempo e os corpos e almas precisam estar juntos de novo, a vida clama por isso. Mais alguns meses e o reencontro acontece mais uma vez.

Janaina de Oliveira